Perto de 250 idosos vivem sozinhos em Almeirim

A Guarda Nacional Republicana (GNR) realizou, durante todo o mês de março, mais uma edição dos “Censos Sénior”, que visa identificar a população idosa que vive sozinha e/ou isolada, com o objetivo de atualizar os registos das edições anteriores e identificar novas situações.

Durante a operação a GNR realizou diversas ações de sensibilização para que esta população adote comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, com especial enfoque na divulgação de conselhos de segurança relativamente à entrada em circulação da nova nota de 50 euros, da série “Europa”.

Em Almeirim, a GNR sinalizou um total de 274 idosos (51 homens e 223 mulheres). Da totalidade de idosos sinalizados, 243 vivem sozinhos, sendo que 9 deles vivem em situação de isolamento. Em situação conjunta de solidão e isolamento a GNR identificou 20 pessoas.

Em relação à situação no distrito de Santarém, a GNR sinalizou um total de 2196 idosos, dos quais: 1642 vivem sozinhos; 271 vivem isolados; 215 vivem sozinhos e isolados e 68 não se enquadram nas situações anteriores, mas em situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas.

Almeirim é o concelho, do distrito de Santarém, que apresenta uma maior taxa de idosos sinalizados em situação de solidão. Em relação ao isolamento está acima da média.

A GNR reportou as situações de maior vulnerabilidade às entidades competentes, sobretudo de apoio social, no sentido de fazer o seu acompanhamento futuro. A força policial diz ainda que continuará, ao longo do ano, “a acompanhar os idosos sinalizados, através de visitas regulares às suas residências, no sentido de realizar mais ações de sensibilização e fazer uma avaliação da sua segurança”.