Da esquerda para a direita: Freguesia da RAPOSA

A Raposa é, para os almeirinenses, a “nossa aldeia”. A sua localização no vale da Ribeira de Muge, onde os arrozais dominam a paisagem, o ambiente social que emana e a sua beleza tornam-na única no nosso concelho. A freguesia da Raposa é a mais periférica e a menos populosa das nossas freguesias. Nos seus cerca de 65 Km2 vivem pouco mais de quinhentas almas. A sua fraca densidade populacional – são 8,4 habitantes por Km2 – diz muito acerca da sua realidade social e económica. Mas a exiguidade da sua população não é sinónimo de menoridade, antes pelo contrário, porque, além da importância do legado cultural que a singulariza, são enormes as capacidades e qualidades das suas gentes. Realcemos aqui o dinamismo e empenho do executivo da Junta, no melhoramento da sua freguesia. Vejamos alguns exemplos:

As importantes obras de requalificação dos edifícios da Junta de Freguesia, da Casa da Cultura e da Escola Primária deixaram-nos mais dignos e agradáveis. Foram obras muito importantes para a conservação de um património que é de todos.
A manutenção e limpeza do Parque de Merendas, do açude e do troço ribeirinho adjacente têm merecido especial atenção, porque é um local bastante aprazível que, no futuro, verá melhoradas as suas condições e enquadramento paisagístico.
Num território tão vasto e pouco habitado, não é de surpreender que a preocupação com as acessibilidades, o alcatroamento, a manutenção, o melhoramento de diversas estradas rurais e ruas da freguesia tenha sido uma constante. A requalificação do piso de todas as ruas da aldeia, em 2014, é um bom exemplo desse trabalho. Instalou-se, no centro da aldeia, um parque de aparelhos de ginástica ao ar livre para usufruto de toda a população, com o objetivo de promover práticas saudáveis de lazer.

Não são, porventura, grandes obras, mas são obras de grande importância. A Raposa é hoje uma freguesia mais bonita e mais bem cuidada, com maior dignidade e qualidade de vida.
As atividades de divulgação da sua cultura e os passeios que a Junta promove um pouco por todo o País, são de grande relevância social, em especial para os mais idosos, que de outra forma, poucas oportunidades teriam de conhecer outras gentes e outros locais. A Raposa é, histórica e sociologicamente, uma terra de forte implantação socialista. Estamos convictos de que assim continuará e que, nas próximas eleições autárquicas, a tradição se cumpra e o Partido Socialista de Almeirim inicie as suas ações de campanha na “maior” e mais emblemática das nossas freguesias – a Raposa.

Gustavo Gaudêncio Costa, Presidente do PS de Almeirim.