Artesão almeirinense cria peças únicas (vídeo)

O Almeirinense foi conhecer Francisco Veríssimo. É um artesão almeirinense que faz esculturas em madeira. Na sua coleção encontra-se peças do mais pequeno detalhe, tudo criado a partir da sua imaginação.

Francisco Veríssimo começou a esculpir em madeira no ano de 2000, quando começou a construir algum mobiliário para a sua casa. Continuou a esculpir peças das mais variadas temáticas. Pode-se encontrar entre o seu espólio esculturas de coches, comboios, cenas do frade da sopa de pedra ou peças de mobiliário. Grande parte da sua mobília de casa foi construída pelas suas mãos: Portas, suportes de pratos, arcas e armários de casa de banho.

Cada peça do artesão é única, pois saem inteiramente da sua imaginação. Diz que chega a estar dois meses sem entrar na oficina porque não tem ideias, mas que quando a imaginação está a funcionar chega a estar dias inteiros fechado na oficina que tem no primeiro andar. Tem peças como um coche que demorou cerca de três meses a ser feito. Nessa peça trabalhou mais do que a madeira, bordando à mão as cortinas do coche. Apenas uma locomotiva estilo americana é que esculpiu com referência numa fotografia publicada numa enciclopédia, que mesmo assim acrescentou pormenores originais, como uma caixa com o logotipo da Carlsberg. Tentou inclusivamente criar uma animação com o comboio para enviar para a marca dinamarquesa.

Em 2009 foi-lhe diagnosticado um cancro nos intestinos que o atirou para uma cama de hospital. Confessa que durante o processo de recuperação era na oficina que encontrava o seu escape: “Ali não havia tempo, nem doença, nem preocupações”. Após recuperar totalmente da doença prometeu que qualquer dinheiro obtido através da venda de peças iria doá-lo na totalidade para organizações de caridade, “a cama de hospital ensinou-me que o dinheiro não é tudo na vida, prefiro dar para ajudar os outros”.

.