Milhares de coelhos infestam terrenos de pequenos agricultores (vídeo)


Uma praga de coelhos tem estado a prejudicar as culturas dos pequenos agricultores na localidade de Fazendas de Almeirim. As culturas dos agricultores que têm terrenos na estrada de Vale Barrocas são as mais afetadas.

O Almeirinense deslocou-se ao local e constatou que as tocas eram às centenas, assim como os animais que eram facilmente avistados. Os agricultores queixam-se que não podem ter plantações porque os coelhos devoram-nas logo à nascença. As cercas, muitas vezes, não são eficazes, pois os coelhos escavam a terra e passam por baixo.

Em declarações ao “O Almeirinense” António Padre queixa-se que não consegue fazer nada para afastar os coelhos das suas plantações. Contou que da noite para o dia os coelhos devoraram carreiros inteiros de cebolo. Já entrou em contacto com a Associação de Caçadores que lhe deram “umas redes que não são suficientes para vedar as minhas plantações”. Outro agricultor, que não quis ser identificado, tem sofrido do mesmo problema. Contou que os coelhos lhe têm comido todas as plantações que faz forca dos dois cercados que tem no terreno. As tocas que se podiam ver no terreno do agricultor eram de uma quantidade enorme. Dezenas de tocas e de marcas de passagem dos animais eram facilmente avistadas.

Outra das queixas que os agricultores têm apresentado é a falta de soluções que a Associação de Caçadores apresenta, uma vez que os terrenos se encontram numa reserva de caça. Segundo os proprietários dos terrenos afetados a única medida tomada pela associação é a distribuição de algumas redes para vedar as culturas, que os agricultores dizem não ser suficiente.

O Almeirinense já tentou entrar em contacto com a Associação de Caçadores e não foi possível obter quaisquer declarações.