Professor de Fazendas de Almeirim assassinado à facada

João Marcelino, de 56 anos e natural de Fazendas de Almeirim, foi assassinado à facada por Joaquim Guedes, de 29 anos, com quem mantinha um relacionamento. Estava desaparecido desde 28 de fevereiro e segundo as autoridades terá sido assassinado no dia 1 de março. O corpo foi encontrado no dia 10 de março, enterrado nas proximidades da casa do homicida.

O cadáver foi encontrado nu e apresentava golpes no pescoço e na cabeça.

“O detido encontrou-se com a vítima, de 56 anos de idade, em local ermo e, munido com uma faca, golpeou-a várias vezes até lhe provocar a morte, cobrindo o corpo com terra”, explicou o Departamento de Investigação Criminal de Portimão ao Jornal de Notícias.

A discussão terá alegadamente sido causada porque o assassino queria terminar a relação e João Marcelino não aceitava. Joaquim Guedes  contou em tribunal que teria arranjado uma namorada, mas que o amante insistia em manter a relação com o homem de 29 anos.

O assassino já foi detido e presente a tribunal, tendo confessado o crime. Saiu em liberdade, tendo sido aplicada a medida de coação de termo de identidade e residência por não representar perigo de fuga.

A vítima lecionava a disciplina de História na escola de Estômbar, Lagoa. Residiu em Fazendas de Almeirim desde que a sua família se radicou na vila. Cumpriu todo o ensino no concelho de Almeirim. Alguns familiares vivem na região.

 

 

(Foto: Marisa Rodrigues/JN e Correio da Manhã)