A noite em Almeirim

Ao fim de dezanove anos à frente de uma casa noturna chego à conclusão que a experiência de pouco serve para compreender e acompanhar as tendências e gostos das novas gerações. Antigamente a concorrência era feita pelas outras casas da região e atualmente temos que contar com outra muito mais feroz, que é a casa das pessoas aliada às novas tecnologias. Numa cidade como Almeirim em que o desemprego é elevado, sendo nas camadas mais jovens que o flagelo é mais evidente, aliado ao facto da inexistência de uma discoteca, manter uma casa noturna é uma tarefa árdua e quase heróica. A população de Almeirim e limítrofe tem à sua disposição uma excelente oferta em termos de bares, faltando uma discoteca onde acabem a noite e que permita a sua fixação na terra, e desse modo acautelar o perigo que é a sua deslocação para fora, com todos os perigos que isso acarreta.

Quanto à minha experiência de quase duas décadas, ela diz-me que a noite continua a ser mágica, e que todos nós necessitamos daquele lugar onde sabemos que vamos encontrar um amigo ou amiga para relaxar com uma boa conversa, depois de um dia de trabalho ao som de uma música e acompanhado de uma bebida ou simplesmente nos refugiarmos por momentos, sabendo que mesmo sozinhos nunca estamos sós. Em Almeirim temos uma excelente oferta. Casas bem decoradas e com mística, aliado a um serviço muito acima da média e que ao fim de semana se transforma, tentando oferecer noites mais animadas e diferentes aos clientes, lutando sempre contra concorrência muito forte como o fraco poder de compra, redes sociais e certas mudanças de hábitos causadas pelas duas primeiras, mas o profissional da noite é um otimista por natureza e temos esperança em melhores dias . Enquanto esses dias não chegam, vou continuar a abrir diariamente a porta do “pior bar do Ribatejo”, e a receber os meus clientes com um sorriso nos lábios, e a tentar fazer de cada dia um hino à alegria e de cada noite uma esperança e um novo dia que se avizinha.

Hilário David
Empresário