Pena suspensa para homem que tentou atropelar Comandante da GNR

O homem que tentou atropelar o Comandante da GNR de Almeirim foi, esta quinta-feira, dia 12 janeiro, condenado a quatro anos e três meses de pena suspensa. A juíza considerou como provados os crimes roubo, condução perigosa e resistência e coação de funcionário.

Paulo Jorge, de etnia cigana, está preso por outros crimes, foi condenado no tribunal de Santarém.

O caso remonta a maio de 2013 e o comandante, Sargento Cláudio Pereira, conseguiu desviar-se do carro a tempo e atirou-se para a berma da estrada na zona industrial. A GNR participava numa operação para capturar o indivíduo que horas antes tinha assaltado, por esticão, uma mulher em Foros de Benfica.

Perto da Zona Industrital, os guardas detetaram o suspeito a circular de carro e mandaram-no parar. Este tentou atropelar o comandante e na fuga bateu de frente contra um carro. Após o acidente o suspeito fugiu a pé mas foi detido passado pouco tempo escondido na casa de uma pessoa sua conhecida.

Neste caso, a juíza absolveu os dois amigos do crime de furto qualificado na forma tentativa.

(em atualização)

.