Água de Almeirim “chega” à CPLP

A Águas do Ribatejo foi uma das entidades participantes na segunda Sessão Pública Inaugural do Projeto P3LP – “Pontes e Parcerias nos Países de Língua Portuguesa”, que teve lugar no dia 12 de Abril, em Coimbra. A empresa esteve representada no painel “Mosaico de Oportunidades”, no qual participaram também as Águas do Porto e a AdP Internacional, onde teve a oportunidade de apresentar o seu modelo e as motivações para se associar a este projeto. O projeto P3LP, promovido pela PPA – Parceria Portuguesa para a Água, tem como principais objetivos: · robustecer a projeção internacional do setor Português da Água em mercados estratégicos para a economia nacional; · contribuir para o reforço da presença das entidades que integram o setor Português da Água nos países do universo CPLP; · promover parcerias entre instituições, entidades gestoras e empresas, norteadas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Uma das principais atividades do Projeto P3LP passa pela realização de Missões Inversas. Estas missões consistem em trazer ao nosso país delegações de 5 países da CPLP (Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique e S. Tomé e Príncipe), potenciando ao máximo a presença dessas delegações em Portugal para a promoção das entidades que integram o setor nacional da Água. Para cada uma dessas Missões Inversas existirão “entidades de acolhimento”, que serão Entidades Gestoras nacionais de referência, responsáveis pelo acompanhamento das delegações, promoção de workshops, reuniões e visitas técnicas. A Águas do Ribatejo entendeu dever associar-se a este projeto, como uma das “entidades de acolhimento”, uma vez que essa será uma oportunidade para partilhar conhecimentos e experiências com entidades de outros países. Uma vez que a AR tem um modelo de gestão inovador no cotexto nacional, gerindo os sistemas de abastecimento e saneamento “em alta” e “em baixa” de sete Municípios, esta experiência poderá inspirar a adoção de um modelo semelhante noutros países da CPLP. Por outro lado, a Águas do Ribatejo entende que esta será igualmente uma excelente oportunidade para os seus fornecedores e parceiros, uma vez que possibilitará a essas entidades estabelecer contactos com as delegações estrangeiras e, nessa medida, poderá contribuir para a promoção da atividade económica internacional das empresas ligadas ao setor da água.

.