“Alpiarça respira segurança”

Que balanço faz do período que está à frente do posto?
Fruto do trabalho desenvolvido por mim, mas acima de tudo pelo o efetivo que compõe o Posto de Alpiarça o balanço e muito positivo, porque um dos principais indicadores de qualidade de vida é a segurança, fator este que está a ser conseguido com os resultados operacionais que levaram à diminuição de crimes praticados contra a sociedade, o qual prestigia o Comando da Guarda Nacional Republicana de Santarém.

Quais são as áreas de maior preocupação no concelho?
Na ótica da GNR e pessoal todas as áreas são prioritárias mas saliento a atividade agrícola, o comércio local, mas acima de tudo esta o bem-estar da população a nível da segurança.

Considera que tem os meios necessários para o desempenho das nossa missão?
Nunca temos os meios necessários, porém a realidade do Posto da GNR de Alpiarça não escapa à realidade nacional, restamos trabalhar com os meios disponíveis, porque este factor nunca pode servir de desculpa para o cumprimento da nossa missão, mas o Comando da GNR de Santarém e o Município de forma a minimizar este problema tem efetuado algumas pequenas intervenções no posto de forma a melhorar o serviço ao cidadão.

Área grande e dispersa são um problema?
Em comparação com áreas de outros postos, não vejo que seja um problema em virtude de em tempo real chegarmos rapidamente às ocorrências.

Alpiarça é um concelho seguro?
Alpiarça respira segurança.

Pontualmente têm aparecido alguns casos de detenções por posse de droga. Acredita que é mesmo pontual?
O combate ao trafico de estupefacientes faz parte da missão da GNR, mas julgo com as operações realizadas irá deixar de ser um problema que se estava a instalar nos jovens do nosso concelho

Que tipo de crimes têm ocorrido mais no concelho?
Com a visibilidade e um patrulhamento direcionado para a proximidade junto do cidadão a GNR em Alpiarça conseguiu nos últimos 6 meses reduzir para níveis excelentes os ilícitos praticados contra as pessoas, nomeadamente, furtos, burlas etc, sentimos uma pequeno ascendente no crime familiar ou seja aquele que e designado por violência doméstica e também o incumprimento de injunções impostas por os tribunais, a título de exemplo a violação da obrigação de alimentos por parte dos progenitores.

Ao nível de infraestruturas estão bem servidos?
As infraestruturas estão obsoletas , mas são funcionais para o cumprimento da missão.

O que é preciso melhorar?
É necessário um maior envolvimento da sociedade, porque a população e o 12 jogador, é necessário que não tenham medo de denunciar ilícitos porque só assim e que a GNR poderá dar uma resposta cabal e em tempo real, a população cada vez mais tem que acreditar na GNR e ver nos homens e mulheres que compõem o efectivo que estamos cá para resolver os problemas e não como muitas vezes querem passar a mensagem ou seja que a GNR só serve para multar.

.