Aluna agredida já foi vista por um médico em Tribunal

A aluna que na quarta-feira, dia 29 janeiro, foi agredida junto à escola Febo Moniz já foi vista por um médico no Tribunal de Almeirim.

Agora e depois de há que espera pela decisão do tribunal, mas pelo que O Almeirinense apurou o caso deve mesmo seguir para julgamento.

A semana passada foi apresentada uma queixa-crime pela família da menor e o alegado agressor (homem de 42 anos), que reside em Almeirim, já está identificado e referenciado pelas autoridades.

Ao que adiantou a Rede Regional, a aluna queixosa e uma colega de turma envolveram-se numa briga de crianças durante a manhã, que ficou sanada com a intervenção de vários miúdos. À saída das aulas, pelas 13h40, o suspeito, que é familiar de uma das menores que brigaram, já tinha sido informado do sucedido. O homem terá esperado pela vítima numa zona afastada do portão principal e agrediu-a “com duas chapadas no peito”, tendo-a ainda “empurrado com força contra o gradeamento da escola”, relatava a família ao mesmo site.

No dia seguinte, e como a menor se queixava de dores fortes, os familiares chamaram o INEM para a transportar ao Hospital de Santarém, de onde saiu com um braço imobilizado e medicada com analgésicos.

.